6 PROVAS QUE MOSTRAM QUE NEGÓCIOS SEM CNPJ PERDEM DINHEIRO – A 5ª PROVA É SUPER PREJUDICIAL!

O que você faria para deixar de correr riscos de tomar prejuízos financeiros? Por mais que pareça algo simples, criar um CNPJ pode ser o que faltava no seu negócio para diminuir riscos, custos e prejuízos que você não precisava ter. A verdade é que muitos empreendedores perdem dinheiro todos os dias, e, na maioria das vezes, não entendem o motivo. Agora, você pode estar se perguntando: “O que faz empresas perderem dinheiro?” Os fatores são muitos, desde gestão financeira, marketing, colaboradores e até mesmo a falta de CNPJ. Quando se fala em empresas, um CNPJ pode fazer toda a diferença na hora de ter benefícios exclusivos e profissionalizar o seu negócio. E a partir de agora, vamos citar quais são as 6 provas que mostram que negócios sem CNPJ perdem dinheiro. Vamos lá?

01. Falta de profissionalismo

Você consegue imaginar a frustração e o prejuízo caso um cliente se recusasse a comprar o seu produto por falta de nota fiscal? Pois é, o pior dessa situação é que você não perderia apenas esse cliente, ele também poderia comentar essa falta de profissionalismo para o ciclo de amigos, fazendo você perder outros possíveis compradores. Sem contar que clientes insatisfeitos com o serviço, produto ou atendimento, normalmente não voltam a comprar em seu estabelecimento. E todo empreendedor, sabe da importância de ter LTV (Lifetime Value), ou seja, o quanto um cliente volta a gastar com você ao longo do tempo. Por isso, é indispensável que você crie seu CNPJ para regularizar as notas fiscais do seu negócio.



OBS: Caso você tenha um faturamento médio de R$6.750 mensais, é recomendado que você faça um MEI, por conta dos custos mais baixos.

02. Marca sem registro

Vamos supor que você batalhe, dê o seu melhor e enfim o seu negócio chegue nos resultados que tanto sonhou. Nesse momento, você terá diversas pessoas admirando ou até com certa inveja do seu negócio. Se você não regularizar seu CNPJ, pessoas com má intenções podem facilmente registrar o nome que você batalhou para construir e “roubar” a sua marca. E por mais que você tenha “provas” que o negócio é seu, você precisará mudar de nome e começar tudo do zero. A consequência disso é perder alguns clientes que estavam acostumados com a marca e também ter que investir em diversos materiais para a nova identidade visual. E é impossível solicitar uma marca em nome de uma empresa que ainda não tem CNPJ.

03. Mercadoria apreendida

Se uma empresa vende produtos sem um CNPJ, pode ter suas mercadorias apreendidas quando “bater a fiscalização”. Talvez, isso pareça distante de acontecer, mas quando pesquisamos assuntos relacionados no Google, identificamos que isso acontece com certa frequência. A realidade brasileira é que se alguns empreendedores tivessem suas mercadorias presas, teriam que fechar as portas do seu negócio por falta de recursos para comprar outros novos produtos. Sendo assim, o prejuízo financeiro seria dobrado por conta das mercadorias apreendidas e também por ficar “desempregado” temporariamente.


04. Sem linhas de crédito bancário

Se a sua intenção é expandir o seu negócio, uma hora ou outra, você vai perceber que precisa investir dinheiro para comprar novos produtos e aumentar a infraestrutura. E não ter recursos financeiros para fazer investimentos necessários podem travar seu crescimento, e isso é normal acontecer no mundo do empreendedorismo. Um dos principais pontos para ser bem sucedido em negócios, é ter recursos para quando uma boa oportunidade surgir aproveitar de forma vantajosa. Sabendo disso, os bancos liberam linhas de créditos para empreendedores. Mas para ter acesso a esses créditos é necessário que o empreendedor tenha um CNPJ.


05. Ser rejeitado por outras empresas parceiras

O próximo nível de crescimento para muitos empreendedores é fazer parcerias com outros negócios.
Como diz uma frase clichê: “Quer ir rápido vá sozinho, quer ir longe vá acompanhado”
 Aqui nessa etapa, é importante ressaltar que empreendedores que vão atrás de parcerias, na maioria das vezes, buscam profissionalismo. E vamos analisar, imagine o que passaria pela cabeça dos empreendedores caso seu negócio sequer existisse oficialmente? Talvez, isso seja um motivo forte para que seu negócio seja rejeitado por outras empresas que poderiam exponencializar seu crescimento.

OBS: Caso você tenha um faturamento médio de R$6.750 mensais, é recomendado que você faça um MEI, por conta dos custos mais baixos.

06. Limitar suas vendas para pessoas físicas

A nota fiscal é indispensável para o cliente, principalmente se for pessoa jurídica, já que também precisa da nota fiscal na hora de controlar e demonstrar seus gastos. Sendo assim, todos os negócios que não emitem nota fiscal, estão sujeitos a perderem vendas que poderiam chegar em valores altíssimos. Dependendo da área de atuação e nível de satisfação com seu produto e serviço, essas empresas poderiam se tornar um cliente recorrente. Ou seja, caso sua empresa emitisse notas fiscais, poderiam ter clientes que tem frequência de compras e isso aumentaria seu faturamento.



A verdade é que existem outros motivos que fazem os negócios perderem dinheiro por falta de um CNPJ, os motivos que citamos são os mais comuns acontecerem. Se você não deseja passar por situações desagradáveis e prejudiciais, que geram fortes dores de cabeça, recomendamos que busque abrir um CNPJ com agilidade. Caso precise de ajuda com as tarefas burocráticas desse processo, clique no link abaixo e conheça a Ágile Contabilidade.